Connect with us

A Tua Revista

Chegaste ao ensino superior, atinge novas metas com o Desporto Universitário

Publicado há

em

Imagem de: Adobe Stock

Conciliar a exigência dos estudos e a disciplina que implica praticar regularmente um desporto não é uma tarefa fácil.

A pensar nos jovens desportistas que chegam ao ensino superior foi criado em abril de 2019, o Estatuto do Estudante Atleta do Ensino Superior que contou com a colaboração do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos e da Federação Académica do Desporto Universitário.

De forma a promover a tão necessária conciliação entre os planos de estudo, as aulas, os treinos, e a prática desportiva no ensino superior, foram criadas condições especiais para os jovens atletas, tais como:

• Ter prioridade na escolha de horários e turmas;

• Faltar por participação em competições oficiais;

• Ver alteradas datas de testes exames ou frequências, quando coincidem com datas de competições;

Para André Reis, Presidente da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU) – entidade que gere o desporto universitário a nível nacional –, “os benefícios já bem conhecidos de praticar exercício físico regular são essenciais, também para o sucesso académico com maior impacto no Ensino Superior, onde a exigência é maior que nos outros níveis de ensino”.

André Reis destaca ainda as vantagens para os jovens com uma carreira desportiva, conciliarem-na com os estudos superiores “O mundo está cada vez mais competitivo e, nesse contexto, naturalmente que as pessoas mais qualificadas têm maior probabilidade de atingirem postos de trabalho com níveis remuneratórios mais altos.” por outro lado, “temos de ter consciência que a carreira desportiva de um atleta não é constante. O nosso corpo a partir de determinada idade, deixa de dar as respostas necessárias para nos mantermos em competição. Simultaneamente a percentagem de atletas que conseguem tornar-se profissionais é muito reduzida. (…) Por tudo isto, conciliar a carreira desportiva com os estudos superiores é extremamente importante.”

Qual o desporto que podes praticar no Ensino Superior?

Atualmente a FADU tem um universo de cerca de 50 modalidades, entre coletivas e individuais, e atribui mais de 300 títulos de campeão nacional universitário.

Há modalidades que não é preciso mencionar – como o andebol, o futebol, o voleibol o basquetebol, há muitos outros que provavelmente desconheces que podes praticar como:

• Bodyboard

• Ciclismo

• Canoagem

• Futevolei

• Golfe

• Karting

• Padel

• Snowboard

• Xadrez

Como entrar no universo do desporto académico?

Os estudantes que queiram entrar neste universo do desporto universitário deverão em primeiro lugar informar-se junto do seu clube FADU (Associação Académica, Associação de Estudantes ou Instituição de Ensino Superior) das possibilidades de participação na ou nas modalidades que lhes interessarem, e têm também ao dispor os contactos da FADU no site oficial, para esclarecer eventuais dúvidas.

A Associação Desportiva do Ensino Superior de Lisboa (ADESL) criada pelas Associações de Estudantes do Ensino Superior de Lisboa (AAEE), para dinamizar e gerir o Desporto no Ensino Superior de Lisboa – DESL está aberta à integração nas suas atividades de todos os estudantes do Ensino Superior da área metropolitana de Lisboa, abrangendo um universo de cerca de 90 estabelecimentos de ensino superior e mais de 140.000 estudantes.

Do Desporto Universitário para os Jogos Olímpicos

Exemplos de persistência, esforço e sucesso! Conhece alguns atletas que passaram pelo Desporto Universitário e integraram as várias comitivas portuguesas dos Jogos Olímpicos.

• Diogo Branquinho (Andebol)

• Humberto Gomes (Andebol)

• Rui Silva (Andebol)

• Miguel Martins (Andebol)

• Naide Gomes (Atletismo)

• Rui Bragança (Taekwondo)

• Tatiana Costal (Atletismo)

• Francisca Laia (Canoagem)

• Telma Monteiro (Judo)

• Evelise Veiga (Atletismo)

• Francisco Belo (Atletismo/Lançamento do peso)

• Fernando Pimenta (Canoagem)

• Nelson Évora (Atletismo/Triplo Salto)

• Jessica Augusto (Atletismo)

• Sara Moreira (Atletismo)

• Patrícia Mamona (Atletismo/Triplo Salto)

• Susana Feitor (Atletismo)

• Nuno Borges (Ténis)

• Filipa Martins (Ginástica)

• Ana Catarina Monteiro (Natação)

• Carlos Nascimento (Atletismo)

• Raquel Queirós (Ciclismo)

• Carla Salomé Rocha (Atletismo)

• Marta Onofre (Atletismo)

• Cátia Azevedo (Atletismo)

• Alexis Santos (Natação)

Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *