Connect with us

Desporto & Saúde

Quase 10% dos estudantes da Universidade do Porto têm anticorpos da Covid-19

Márcia G. Rodrigues

Publicado há

em

Imagem: Unsplash

O Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) testou, entre 24 de setembro e 15 de dezembro, 6.512 estudantes de diferentes ciclos de estudos para realizar um estudo serológico voluntário. Do total de alunos testados, 634 (9,7%) apresentaram anticorpos do novo coronavírus, segundo dados revelados ao jornal Expresso.

Os anticorpos do tipo IgM — os primeiros a serem produzidos assim que existe infeção — foram detetados em amostras de sangue de 558 (8,6%) estudantes, enquanto os do tipo IgG — os produzidos mais tarde e que permaneceram durante mais tempo no organismos — foram detetados em 380 (5,8%).

A maioria dos estudantes testados (56,6%) têm idades compreendidas entre os 20 e os 24 anos, mas a prevalência de anticorpos foi maior nas idades entre os 30 e os 34 anos (13,5%) e mais de 40 anos (16,1%), o que prova que a prevalência de anticorpos aumenta consoante a idade. Além disso, de acordo com o estudo os homens têm mais anticorpos do que as mulheres.

 

 

Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *