Connect with us

Novidades

Alexandre Rua: “Será o investimento no Futebol uma via para o crescimento de outras modalidades?”

Mais Superior

Publicado há

em

Será o investimento no Futebol uma via para o crescimento de outras modalidades?
Será que o crescimento destas modalidades federadas terá impacto no Desporto Universitário?

Este é um tema que tenho vindo a pensar há vários meses, baseando esta análise numa primeira fase apenas no apoio de Patrocinadores. Com isto em mente, sou da opinião que, a aposta dos patrocinadores no Futebol, mais concretamente nos três grandes, tem vindo a revelar-se determinante no sucesso dos clubes não incluídos neste grupo. Quero com isto dizer, que os valores que hoje em dia os Patrocinadores praticam com os três grandes, levam outras entidades a apostar noutros clubes de futebol e até outras modalidades em função dos valores praticados.
Isto não significa que a décalage entre os clubes e as modalidades vai diminuir, antes pelo contrário, mas o facto de haver mais investimento nos mesmos, leva a uma inovação que ganha expressão dentro da comunidade que acompanha o Desporto, conseguindo captar mais audiência.

O avanço tecnológico leva a um impacto maior das federações através da comunicação nos meios digitais, tornando as federações mais visíveis e os seus “produtos” mais valiosos perante os seus parceiros e patrocinadores. A possibilidade de Live Streaming que grande parte das federações consegue disponibilizar, é uma oportunidade de negócio que está a levar os patrocinadores que, como referido em cima, não tem capacidade de financiar o Futebol, a optar pelo apoio nestas modalidades. Acredito que este facto se está a revelar crucial para o desenvolvimento das mesmas.

No que concerne ao Desporto Universitário, o panorama é um pouco diferente. O mesmo ainda não é uma prioridade no quotidiano das Instituições do Ensino Superior. Quando comparado com países em que o Desporto Universitário ocupa um lugar de relevo, reparamos que em Portugal estamos muito longe daquilo que são vontades dos atletas, dirigentes, clubes e comunidade envolvida.

O caminho percorrido até agora  deve-se sobretudo à inovação e persistência de alguns dirigentes associativos, que trabalham muitas vezes em regime de voluntariado, de forma a tornar os seus eventos relevantes, com um apoio financeiro por parte de parceiros de modo a este ser concretizável, e com a solidariedade entres os mesmos.

Texto de Alexandre Rua – Presidente da Associação Desportiva do Ensino Superior de Lisboa

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *