Connect with us

A Tua Revista

E tu, vais aos treinos?

Avatar

Publicado há

em

Umas vezes é melhor, outras vezes nem tanto. O que importa mesmo é praticar, e quanto mais dominares a tua sexualidade, mais feliz será a tua vida. A experimentação, o sexo gourmet, os brinquedos e as brincadeiras, numa mini-aula dada por quem percebe do assunto: uma personal trainer do sexo.

O sexo também se treina. E como em todas as coisas, umas vezes a coisa corre melhor, noutras nem por isso. Mas à medida que vais ganhando confiança e acumulando experiências, a qualidade da tua vida sexual tem tendência a aumentar, e tudo o resto se torna bem mais agradável.

E como o sexo se treina, também há quem dê aulas. A Cristina Mira Santos é uma treinadora pessoal da vida sexual, tal como uma psicóloga o é para a vida do dia a dia. Formada na área de Sexologia Clínica, dá sessões individuais ou para casais, ajuda a educar alunos do Ensino Secundário e faz palestras e workshops, que vão dos brinquedos e brincadeiras sexuais a técnicas de respiração.

Se estás a perguntar-te como será uma aula com uma personal trainer do sexo, nada como leres este texto, partindo de um primeiro ensinamento: o erotismo é a pedra de toque para uma sexualidade saudável e para manter a chama acesa.

Palavra de ordem: Experimentar
No que à sexualidade diz respeito, os jovens universitários de há dez anos atrás não tinham a mesma facilidade de acesso livre a informação que tu agora tens. Como tal, havia menos capacidade e conhecimento para falar livremente sobre tudo e sem restrições, e é isso que tens de aproveitar para cada vez mais dares qualidade à tua vida sexual.

A nossa personal trainer do sexo defende que, mais que posições ou objetos sexuais, é “o pensar no sexo como uma área de excelência e de qualidade que é, definitivamente, uma novidade”. Hoje em dia podes experimentar tudo sem que te seja apontado o dedo, e mais importante que te definires como heterossexual, homossexual, género feminino ou masculino, “é viveres e avaliares as experiências que vais tendo”, reforça.

Por isso, não há nada como experimentar, ter uma vida sexual variada, sem que sejas conotado ou que te seja colado um selo na testa. E isso é meio caminho andado para, na opinião desta especialista, “descobrires quem és, verdadeiramente”.

O segredo para um sexo gourmet
Recuperando o primeiro ensinamento da nossa personal trainer, quanto mais trabalhares o erotismo, mais saudável será a tua vida sexual, e maior prazer terás. Por isso, para teres um sexo gourmet – com um parceiro fixo ou não – é importante ritualizares o ato e ligares-te à pessoa (ou pessoas) com quem vais ter esse momento.

A Cristina explica:
“Antes de ter início o ato sexual propriamente dito, os intervenientes devem despertar todos os teus sentidos, e não apenas colocar o foco na zona genital. Algo tão simples como um olhar profundo, por exemplo, é um dos fatores que contribui para que tenhas relações sexuais em consciência e com essa ligação energética e emocional.”

“Estar presente ‘no aqui e no agora’ é o que vai fazer a diferença entre um sexo trivial e um sexo gourmet, entre um orgasmo de 3 segundos e um orgasmo de 3 minutos ou de 3 horas, entre ser um simples descarregar de tensão que te deixa aquela sensação de vazio, ou um processo nutridor que te faz sentir preenchido.”

E como é que isto se alcança? A nossa personal trainer do sexo dá-te 3 palavras-chave:
Presença – estar “no aqui e no agora”, dedicares-te ao momento a 100% sem ocupares a cabeça com outras coisas;
Irradiação – transpor para o outro aquilo que estás a sentir dentro de ti. Se estás entusiasmad@ e se aquela pessoa está a mexer contigo, é importante que lhe transmitas isso e que cada parte do teu corpo comunique com ela;
Intenção – Quer queiras simplesmente passar um bom momento, ou mostrar ao outro o quanto gostas del@, é importante que faças tudo em consciência e com intenção.

A masturbação
“Quem não está pronto para se amar a si próprio, dificilmente poderá exigir que o outro o ame”. Esta frase é da autoria da nossa especialista sexual, e faz a apologia da arte da masturbação; longe vão os tempos em que eram anotadas nos compêndios médicos as contraindicações para esta prática. Hoje é senso comum que masturbares-te não só não faz mal à tua saúde como, para além do prazer que proporciona, é uma das melhores vias para te conheceres melhor, e para compreenderes o teu corpo e como ele reage aos estímulos.
Já existem inclusivamente workshops de masturbação onde, para além das técnicas, aprendes a trabalhar o teu autoconhecimento, a tua autoestima e segurança ao nível sexual.

Os brinquedos e as brincadeiras sexuais
Estão cada vez mais popularizados e há de tudo para todos os gostos. Das bolas de Kegel aos vibradores de propulsão, há um mundo por descobrir, e quer os brinquedos quer as fantasias são veículos para alcançares o teu objetivo: ativar a tua energia erótica. Em alguns casos, sobretudo entre as mulheres, ajudam inclusivamente a prevenir malefícios como o prolapso do útero ou da bexiga.
Pega no teu parceiro ou parceira sexual, ou junta um grupo de amigos, e participa numa das várias sessões de esclarecimento que podes encontrar sobre estes objetos. Ou então mete a vergonha no bolso e vai diretamente a uma sex shop.

A pornografia pode ser uma fonte de informação
Quando pensas em pornografia, o que te vem à cabeça são os estereótipos mais comuns? Uma vez mais, a nossa personal trainer ajuda-te a desmistificar esta ideia: “Já existem exemplos de filmes que fogem às típicas cenas entre homem e mulher, e apostam numa vertente mais estética e com os quais tens muito a aprender.” A Cristina aconselha-te uma pesquisa por “Erika Lust”, uma realizadora sueca que vai mudar as tuas conceções de “filme porno”.

[Texto: Tiago Belim]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *