Connect with us

Em destaque

Peniche vai receber smartOCEAN em 2020

Flávia Ramalho

Publicado há

em

O Parque de Ciência e Tecnologia do MarsmartOCEAN vai nascer em Peniche, no próximo ano, para promover a exploração sustentável dos recursos marítimos.

A infraestrutura focada na economia do mar é um projeto da Câmara Municipal de Peniche, da Docapesca, do Politécnico de Leiria e da Biocant e custará cerca de 3,5 milhões de euros.

Espera-se que o smartOCEAN gere inovação sustentável, ao captar e reter talentos e recursos, atuando como agente catalisador de uma economia do mar sustentável. Trata-se de um projeto promoverá a transferência de conhecimento para o tecido empresarial e a inovação de base tecnológica.

O projeto será financiado através de fundos comunitários e fundos próprios da associação que irá gerir o parque.

Queremos contribuir para a mudança de paradigma empresarial das comunidades costeiras” – explicou, em comunicado, Sérgio Leandro, coordenador cientifico do projeto que acrescenta – “o mar não é só fonte de pescado, e a economia do mar deve ser baseada no conhecimento e na inovação, com respeito pelos recursos limitados dos oceanos, numa estreita ligação à investigação e ao desenvolvimento socioeconómico”.

O smartOCEAN permitirá criar uma relação simbiótica entre o território de Peniche, a formação superior nas áreas do turismo e ciência e tecnologias do mar, na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM), e da infraestrutura científica do Politécnico de Leiria dedicada ao mar, o CETEMARES.

A missão do projeto prende-se com a diversificação das atividades desenvolvidas nas áreas portuárias, e dirige se a start-ups e spin-offs na área da economia do mar, empreendedores e investigadores, e empresários que pretendam tirar vantagem deste ecossistema de inovação.

A infraestrutura terá 1500 m2 e será colocada junto ao edifício CETEMARES, na zona central da cidade de Peniche.

No smartOcean terá “condições de excelência, em termos físicos e em equipamentos tecnológico, com vista à incubação de empresas com atividade no âmbito da aquacultura, biotecnologia, inovação alimentar, turismo costeiro e tecnologias de informação, comunicação e eletrónica (TICE).

Bitcliq, a SEAentia, a Flying Sharks, a I&D Food, a Professional Fish Keepers, a Bluegrowth, a Domatica, a Youseame, e o Ocean Tech HUB são algumas das empresas que integrarão o smartOCEAN.

[Imagem: IPLeiria]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PGRpdiBjbGFzcz0iZXB5dC12aWRlby13cmFwcGVyIj48aWZyYW1lICBzdHlsZT0iZGlzcGxheTogYmxvY2s7IG1hcmdpbjogMHB4IGF1dG87IiAgaWQ9Il95dGlkXzcwMzI4IiAgd2lkdGg9IjQ5MCIgaGVpZ2h0PSIyNzYiICBkYXRhLW9yaWd3aWR0aD0iNDkwIiBkYXRhLW9yaWdoZWlnaHQ9IjI3NiIgIGRhdGEtcmVsc3RvcD0iMSIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC9SZ0RXTGpXUjktaz9lbmFibGVqc2FwaT0xJmF1dG9wbGF5PTAmY2NfbG9hZF9wb2xpY3k9MSZyZWw9MCZpdl9sb2FkX3BvbGljeT0xJmxvb3A9MCZtb2Rlc3RicmFuZGluZz0xJmZzPTEmcGxheXNpbmxpbmU9MCZhdXRvaGlkZT0yJnRoZW1lPWRhcmsmY29sb3I9cmVkJmNvbnRyb2xzPTEmIiBjbGFzcz0iX195b3V0dWJlX3ByZWZzX18gIG5vLWxhenlsb2FkIiBkYXRhLXZvbD0iMTAiICBkYXRhLWVwYXV0b3BsYXk9IjEiICB0aXRsZT0iWW91VHViZSBwbGF5ZXIiICBhbGxvdz0iYXV0b3BsYXk7IGVuY3J5cHRlZC1tZWRpYSIgYWxsb3dmdWxsc2NyZWVuIGRhdGEtbm8tbGF6eT0iMSIgZGF0YS1za2lwZ2Zvcm1fYWpheF9mcmFtZWJqbGw9IiI+PC9pZnJhbWU+PC9kaXY+