Connect with us

Desporto

OPJovem 2019: Conhece os projetos vencedores

Flávia Ramalho

Publicado há

em

Já são conhecidos os projetos vencedores do Orçamento Participativo Jovem 2019 (OPJ2019). A apresentação pública foi feita no Dia Nacional da Juventude, a 12 de agosto, na 5.ª fase do OPJ2019.

No total foram sete os projetos vencedores do Orçamento Participativo Jovem 2019. Os projetos vencedores destacaram-se de uma lista de 232 iniciativas, que estiveram em votação até 4 de agosto, subordinados aos temas Educação, Habitação, Saúde, Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Governança e Participação e Igualdade e Inclusão Social.

Os votantes foram jovens de todo o país com idades entre os 14 e os 30 anos.

O Orçamento Participativo Jovem é um processo restrito a cidadãos com idades entre os 14 e os 30 anos. Esta é uma iniciativa pioneira a nível mundial, que implica a participação democrática de jovens, onde estes podem apresentar e decidir projetos de investimento público. O processo contempla o montante global de 500 mil euros.

Sabe quais os projetos vencedores:

Portugal ECOntigo 

Todo o país

Todo o país

Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

40 mil euros

Filipa Silva

468 votos

A iniciativa consiste na criação de um sítio online, onde serão divulgadas ferramentas para o combate ao consumo e ao uso inadequado de recursos, que se sabe insustentável. O projeto vai apresentar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela ONU.

Plástico ZER0 

Todos os Agrupamentos de Escolas dos Concelhos de Tomar e Alcanena

Lisboa e Vale do Tejo

Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

30 mil euros

Eva Claro

428 votos

O projeto pretende desafiar as escolas a reduzir/eliminar a utilização de plástico no recinto escolar. A oferta de uma garrafa de alumínio a cada aluno e dispensadores de água disponíveis nas escolas são algumas das medidas a aplicar para a redução do plástico no recinto escolar. Para além disso, o excessivo uso de plástico será também discutido no âmbito da iniciativa Plástico ZER0.

Centro de Recuperação e Investimento do Camaleão do Algarve 

Parque da Ria Formosa – Algarve

Algarve

Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

60 mil euros

Miguel Villa de Brito

314 votos

O projeto visa a criação de um centro para a recuperação e o estudo do camaleão- comum, que só existe no Algarve. A iniciativa pretende alertar a população para as características e necessidades da espécie – que atualmente corre risco de extinção.

JAH MOMENT – Projeto de Inclusão Social 

Seixal, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Setúbal

Lisboa e Vale do Tejo

Igualdade e Inclusão Social

60 mil euros

Nuno Alóvia de Almeida

295 votos

A iniciativa pretende desenvolver competências pessoais, escolares e profissionais em crianças dos bairros sociais – do local onde será implementada. O projeto tem como objetivo atuar na vida de crianças e jovens, através da música, da rádio, da cultura jamaicana, do reggae e da cultura rastafari.

Precious Plastic Aveiro

Município de Aveiro, Albergaria-a-Velha e Estarreja

Centro

Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

75 mil euros

Liliana Macedo

290 votos

A proposta pretende responder à problemática da poluição do plástico. Partindo do movimento internacional “Precious Plastic”, o projeto visa a criação de uma unidade de reciclagem criativa, onde o conhecimento, as ferramentas e a vontade de fazer mais pelo mundo se unem. Recolhendo plástico, a proposta pretende transformá-lo em quase tudo. O projeto pretende sensibilizar crianças, jovens e a comunicade.

feira da cultura cigana 

Concelho de Águeda, Aveiro e Todo o País

Todo o País

Igualdade e Inclusão Social

80 mil euros

Soraia

284 votos

O projeto é um evento direcionado para a cultura cigana. A iniciativa pretende receber todas as pessoas, promovendo a colaboração, igualdade, cidadania e inclusão com um cartaz cultural que enfatize e destaque a cultura cigana.

Fortalecer o Voluntariado – Bombeiro Jovem

Condeixa-a-Nova, Lagares da Beira, Serpins, Montemor-o-Velho, Figueira da Foz, Soure e Pampilhosa da Serra

Centro

Educação Formal e Não Formal

90 mil euros

Diogo Filipe Machado de Almeida

272 votos

O projeto pretende inserir os jovens – de forma voluntária – nos Corpos de Bombeiros Voluntários nas Escolinhas de Bombeiros.

Refere-se a jovens com idades entre os 5 e os 16 anos. Esta proposta visa apoiar as Associações de Bombeiros Voluntários para melhorar as condições na inserção de jovens.

[Imagem: Orçamento Participativo Jovem Portugal]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *