Connect with us

A Tua Revista

Ambiente Universitário: a tua nova casa

Publicado há

em

Imagens cedidas por: Andreia Coimbra da Tuna Sabes da ESELx/IPL

Com a entrada no Ensino Superior, qualquer estudante se depara com uma nova atmosfera de vivências, interesses e liberdades. Todo este ambiente é gerado naturalmente, mas existem vários impulsionadores à comunicação interpessoal e ao sentimento de pertença a um grupo, como as Tunas Académicas, convívios e festas organizadas.

As Associações de Estudantes têm um papel ativo e fundamental na integração, convivência e acolhimento dos novos estudantes no meio académico e funcionam como base cooperadora com outras instituições de Ensino Superior.

Semana Académica/ Queima

A semana académica é o tipo de festividade universitária mais comum em Portugal, e tudo começou na cidade de Coimbra com a famigerada “queima das fitas”. Por volta dos anos 50 do século XIX, os estudantes finalistas da Universidade de Coimbra começaram a juntar-se no fim dos último ano de curso e a queimar as fitas de algodão que atavam as pastas onde as sebentas eram guardadas, como maneira de festejar o fim da vida Académica. Os anos passaram e a tradição foi-se mantendo, havendo variações dos festejos de Instituição para Instituição. No Algarve chama-se “benção das pastas”, no Minho “enterro da gata” , em Aveiro apenas“enterro” e no Porto acontece um grande cortejo onde participam todas as faculdades da cidade invicta.

Tunas

A tradição das Tunas remonta também ao século XIX, mais precisamente à década de 30 em Espanha, onde grupos musicais de mascarados de estudantes se juntavam sob a designação de “estudiantinas”. No ano de 1888 surgiu a primeira Estudantina de Coimbra e muitas outras apareceram de seguida, como em Viseu, Figueira da Foz, Lisboa e Porto. Tuna Académica torna-se então num agrupamento músical de estudantes e ex-estudantes de uma faculdade, onde todos cantam e alguns tocam instrumentos como a guitarra, o cavaquinho, o acordeão a pandeireta e o contrabaixo. Por vezes existe também um elemento da tuna a manejar um estandarte alegórico à instituição, como maneira de identificar o grupo à Instituição de Ensino Superior a que pertence.

Receção ao Novo Aluno

Quando se fala em ambiente académico, não podemos ignorar uma das tradições mais antigas e que é quase universal nas Instituições de Ensino Superior portuguesas: os rituais de integração. Estes rituais de iniciação na vida académica que ocorrem no primeiro ano de curso, onde existe uma cedência dos valores e tradições dos alunos mais velhos para os novos alunos. Estes datam ao início do século XVIII, e foram abolidos várias vezes até aos dias de hoje, devido ao teor hostil e demérito de algumas práticas cometidas.

Os rituais de integração não são obrigatórios, mas são uma boa maneira de te integrares melhor no teu primeiro ano de faculdade, pois ficas a conhecer alunos de diferentes anos num ambiente divertido e versátil.

És tu que crias e desenvolves o teu próprio ambiente académico, e já que vais passar lá alguns anos, põe-te confortável e torna a tua faculdade numa segunda casa!

Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *