Connect with us

Em destaque

Plataforma de troca de bens criada pelo ISEC vence 1ª fase do concurso ‘Link Me Up’

Publicado há

em

Imagem: bcw global

O projeto de cocriação envolve estudantes, docentes e a tecnológica Critical Software. O objetivo é combater as desigualdades sociais entre a comunidade académica do Politécnico de Coimbra. A aplicação GRRE(IN)IPC distinguida na 1ª fase irá representar Coimbra na fase final da competição em setembro.

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra – ISEC está a desenvolver uma aplicação para troca de produtos e bens essenciais – nomeadamente roupa, livros, equipamentos informáticos e eletrodomésticos – dentro da comunidade do Instituto Politécnico de Coimbra – IPC. ‘GRRE(IN)IPC – GIVE. RECEIVE. REQUEST. EXCHANGE in IPC’ é o nome deste projeto que venceu a 1ª fase do concurso Demola, o qual está inserido no programa ‘Link Me Up –1000 ideias’.

A aplicação GRRE(IN)IPC está a ser desenvolvida em parceria com estudantes e professores de mais duas escolas do IPC – a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra – ESTeSC e a Coimbra Business School | ISCAC – e com a tecnológica Critical Software, parceira do ISEC desde 2019.

“A GRRE(IN)IPC é uma aplicação destinada, principalmente, à comunidade carenciada do IPC e aos estudantes internacionais”, afirma Cristina Agreira, professora no ISEC e uma das coordenadoras do projeto. “Esta plataforma irá permitir que estudantes, professores e funcionários das seis escolas do IPC possam adquirir gratuitamente os produtos disponíveis na aplicação, os quais serão doados por outros membros da comunidade IPC, ou trocá-los por outros que já não necessitem”.

Segundo o presidente do ISEC, Mário Velindro, a rede de parcerias criada pela instituição com várias empresas inovadoras a operar em Portugal tem sido essencial para desenvolver projetos com utilidade prática para a comunidade. “Para além de reduzir as desigualdades sociais entre a comunidade das seis escolas do IPC, esta aplicação incentiva à redução da pegada ecológica, ao alargar o tempo de utilização dos produtos que, de outro modo, seriam descartados”, afirma. “Uma das nossas prioridades tem sido colocar o ensino e a investigação aplicada que desenvolvemos no ISEC ao serviço da comunidade, em parceria com empresas como, neste projeto, a Critical Software”.

A equipa GRRE(IN) IPC é constituída por Pedro Gaspar (estudante do ISEC), Marco Filipe e Nuno Correia (alunos da ESTeSC), Soraia Sousa (aluna do ISCAC) e Fernanda Bresciani (aluna do Politécnico de Portalegre). As professoras Cristina Agreira (ISEC) e Susana Paixão (ESTeSC) são facilitadoras do projeto. A Critical Software é representada por Benjamim Cardoso.

O ‘Link Me UP – 1000 ideias’ é um programa de incentivo ao empreendedorismo que juntou estudantes e professores de 13 institutos politécnicos. Os candidatos concorreram ao programa através de projetos inseridos no programa Demola – iniciativa de cocriação – ou no Poliempreende – vertente de empreendedorismo. Ambas as iniciativas integram uma competição regional e, posteriormente, um concurso nacional, no qual irão competir os projetos selecionados de cada um dos 13 politécnicos.

O IPC irá concorrer ao concurso nacional do programa Demola – agendado para setembro – com a aplicação GRRE(IN)IPC, a qual também está a concurso para o programa Poliempreende, cujos vencedores da competição regional ainda não foram apurados.

Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

– Publicidade –

Artigos recentes

– Publicidade –

– Publicidade –

– Publicidade –