Connect with us

Novidades

IPS aposta na inovação para apoiar retoma económica e social

Joana Fonseca

Publicado há

em

IPS

O Programa “Verão com Ciência” lançado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e pela Direção Geral do Ensino Superior (DGES) envolve Cerca de 30 estudantes e uma dezena de docentes e investigadores do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) para desenvolver atividades de formação e investigação, em regime presencial, ao longo dos próximos três meses.

Este programa tem como objetivo financiar bolsas e planos de formação, procura estimular o desenvolvimento de iniciativas integradas de Investigação e Desenvolvimento (I&D) e formação superior, exclusivamente presenciais, tendo em vista o desenvolvimento de soluções inovadoras associadas ao Programa de Estabilização Económica e Social (PEES), de resposta à pandemia de COVID-19.

Conseguir tirar maior proveito da capacidade científica, tecnológica e académica das universidades e politécnicos, bem como da sua relação privilegiada com as comunidades, é outra das metas deste programa governamental. De forma a responder ao desafio, a Instituição já tem no terreno a Escola de Verão em Design Thinking, que alia as componentes de formação e investigação e que decorre em parceria com três organizações da região, e um programa de Empreendedorismo Tecnológico, que envolve 16 estudantes a desenvolver trabalhos de investigação nos vários laboratórios de I&D do IPS.

A primeira inciativa vem na sequência da Innovation Week, uma experiência piloto que decorreu no verão de 2019 e que desafiou estudantes de várias áreas do conhecimento, formados em equipas, a trabalhar um problema empresarial real colocado pela AVIPE – Associação de Viticultores do Concelho de Palmela, chegando a soluções inovadoras por via da metodologia de Design Thinking.  Este ano as equipas envolvidas vão poder aplicar o seu pensamento crítico e criativo a questões colocadas também por entidades a operar na área do apoio social, como a Cáritas e os Serviços de Ação Social (SAS) do IPS.

Na segunda iniciativa os estudantes, dos vários níveis de ensino (de CTeSP a mestrado), terão a oportunidade,  de participar em projetos de investigação dos nove Centros de Investigação do IPS, em áreas que vão da Robótica Industrial à Biotecnologia, passando pela Informática, Tribologia, Inteligência Artificial ou Gestão de Recursos Hídricos.

O curso de formação em Empreendedorismo Tecnológico tem como objetivo que os estudantes desenvolvam uma ideia de negócio com base no conhecimento que estão a gerar, dando a oportunida de de alguns destes projetos de I&D venham a transitar para a Incubadora do IPS (IPStartUp) e, mais tarde, para o mercado.

“Enquanto Politécnico, mais do que gerar conhecimento para a comunidade científica, é missão do IPS devolver também à região em que se insere as aplicações do conhecimento produzido”, afirma Susana Piçarra, vice-presidente do IPS para a Investigação e Desenvolvimento.

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PGRpdiBjbGFzcz0iZXB5dC12aWRlby13cmFwcGVyIj48aWZyYW1lICBzdHlsZT0iZGlzcGxheTogYmxvY2s7IG1hcmdpbjogMHB4IGF1dG87IiAgaWQ9Il95dGlkXzY3OTY0IiAgd2lkdGg9IjQ5MCIgaGVpZ2h0PSIyNzYiICBkYXRhLW9yaWd3aWR0aD0iNDkwIiBkYXRhLW9yaWdoZWlnaHQ9IjI3NiIgIGRhdGEtcmVsc3RvcD0iMSIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC9SZ0RXTGpXUjktaz9lbmFibGVqc2FwaT0xJmF1dG9wbGF5PTAmY2NfbG9hZF9wb2xpY3k9MSZyZWw9MCZpdl9sb2FkX3BvbGljeT0xJmxvb3A9MCZtb2Rlc3RicmFuZGluZz0xJmZzPTEmcGxheXNpbmxpbmU9MCZhdXRvaGlkZT0yJnRoZW1lPWRhcmsmY29sb3I9cmVkJmNvbnRyb2xzPTEmIiBjbGFzcz0iX195b3V0dWJlX3ByZWZzX18gIG5vLWxhenlsb2FkIiBkYXRhLXZvbD0iMTAiICBkYXRhLWVwYXV0b3BsYXk9IjEiICB0aXRsZT0iWW91VHViZSBwbGF5ZXIiICBhbGxvdz0iYXV0b3BsYXk7IGVuY3J5cHRlZC1tZWRpYSIgYWxsb3dmdWxsc2NyZWVuIGRhdGEtbm8tbGF6eT0iMSIgZGF0YS1za2lwZ2Zvcm1fYWpheF9mcmFtZWJqbGw9IiI+PC9pZnJhbWU+PC9kaXY+