Connect with us

Dá-te ao Trabalho

FISTA’19 traz Massimiliano Fuksas a Portugal pela primeira vez

Publicado há

em

O FISTA – Forum of ISCTE-IUL School of Technology and Architecture 2019 decorre nos dias 13 e 14 de fevereiro. Nome grande da arquitetura mundial, Massimiliano Fuksas é a estrela deste evento, que tem lugar no ISCTE-IUL.

O FISTA vai contar, entre 13 e 14 de fevereiro, com mais de 70 empresas que irão apresentar os seus projetos mais inovadores nas áreas da Cibersegurança, Development, Internet of Things, Big Data e Inteligência Artificial. As edições anteriores foram um dos principais motores da contratação de cerca de 97% dos estudantes finalistas.

O arquiteto italiano Massimiliano Fuksas, um dos nomes mundiais da arquitetura contemporânea, vai estar presente pela primeira vez em Portugal como orador do Fórum da Escola de Tecnologias e Arquitetura do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa. O português Eduardo Souto de Moura, outro nome mundial da arquitetura contemporânea, que já conquistou o Prémio Pritzker e o Leão de Ouro da Bienal de Veneza, será outro dos oradores, prometendo partilhar a sua experiência profissional e falar dos mais recentes projetos que tem em curso.

Massimiliano Fuksas é o autor dos aeroportos de Gelendzhick (Rússia) e de Shenzhen Bao’na (China), da estação de metro Duomo (Nápoles, Itália), da ponte Bandra-Worli (Índia) e da Torre Capo Grande (Eslovénia), alguns dos seus projetos mais inovadores (podes conhecer mais alguns em fuksas.com). É sobre eles que irá falar na tarde de 14 de fevereiro (15 horas), quinta-feira, no Grande Auditório do ISCTE-IUL

“A utilização de design paramétrico e de tecnologias de produção em edifícios de grande dimensão é a principal marca das obras de Massimiliano Fuksas, as quais já valeram ao seu Studio Fuksas imensos prémios a nível internacional”, afirma Luísa Almeida, finalista do Mestrado Integrado em Arquitectura e uma das responsáveis pela organização do FISTA. “Quisemos trazer a este Fórum alguém com um grande nome na arquitetura mundial, que dá aulas em Paris e em Nova Iorque, para que pudesse transmitir a sua visão aos futuros arquitetos portugueses”.

Na área da tecnologia, o principal orador será Francisco Fontes, consultor sénior da Altice Portugal, que irá falar sobre as capacidades do 5G, uma tecnologia que irá potenciar, devido à sua baixa latência, uma imensidade de aplicações, desde carros sem condutor a drones, passando por cirurgia remota e internet of things.

O FISTA pretende aproximar os estudantes da realidade empresarial, ao partilhar experiências tecnológicas e de arquitetura e dar a conhecer os desafios das organizações. “À semelhança do que aconteceu em anos anteriores, a organização desta edição é maioritariamente composta por estudantes da Escola da Tecnologias e Arquitetura (ISTA-IUL). É um Fórum organizado por estudantes para estudantes”, disse o Diretor da Escola de Tecnologias e Arquitetura, Carlos Sá da Costa.

Nesta edição vão estar 70 empresas, que se irão dar a conhecer aos estudantes da Escola de Tecnologias e Arquitetura e estabelecer contactos para futuros recrutamentos: é o caso da Novabase, Rumos, Everis, Hays, Timestamp, Do It Lean, Opensoft, ROFF, BI4ALL ou Deloitte.

As empresas vão apresentar os seus projetos mais inovadores em cinco áreas distintas – Cibersegurança; Development; IOT – Internet of Things; Big Data; e Inteligência Artificial. Essas apresentações irão ocorrer num formato rápido (12 minutos) e no ambiente descontraído e informal, no pátio central do ISCTE-IUL. Será também dado espaço a mais de uma dezena de workshops práticos.

“A apetência das empresas – desde logo as multinacionais – para fazerem contratações no FISTA é conhecida, uma vez que os cursos tecnológicos do ISCTE-IUL são dos mais procurados para fazer recrutamentos”, afirma o professor Carlos Sá da Costa, baseando-se nas altas taxas de empregabilidade dos cursos da Escola de Tecnologia e Arquitetura. Cerca de 97% dos estudantes são contratados e, grande parte deles, por empresas que se fizeram representar no FISTA em anteriores edições. “Este é um valor que se verifica há vários anos e para o qual tem contribuído o sucesso do FISTA, hoje uma das maiores feiras tecnológicas em Portugal”, conclui o professor. 

[Foto: ISCTE-IUL]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *