Connect with us

Novidades

Universidade do Porto em grande nas bolsas Fulbright de Investigação

Avatar

Publicado há

em

6 dos 10 cientistas portugueses que vão ser financiados em 2015/2016 através das bolsas Fulbright de Investigação estão ligados à Universidade do Porto.

No próximo ano letivo, Liliana Abreu, Mariana Pereira, Pedro Cecílio, Pedro Pinheiro, Rosana Alves e Sofia Leite, todos eles ligados à Universidade do Porto, vão integrar o lote de 10 cientistas portugueses financiados pelo Estado norte-americano para prosseguir os seus projetos de investigação nalgumas das mais prestigiadas universidades e centros de investigação dos Estados Unidos, ao abrigo do programa de bolsas atribuídas anualmente pela Comissão Fulbright.

No valor máximo de 8 mil euros e com um duração que pode ir de 4 a 9 meses, as bolsas Fulbright de Investigação destinam-se a investigadores de todas as áreas do conhecimento, desde que sejam licenciados, tenham bons conhecimentos de inglês e um projeto aceite por parte da instituição de acolhimento.

É esse o perfil comum aos seis investigadores da U.Porto que vão integrar a próxima edição o programa. Liliana Abreu é estudante do Programa Doutoral em Saúde Pública da Faculdade de Medicina e investigadora no Instituto de Biologia Molecular e Celular da U.Porto e no Instituto de Saúde Pública da U.Porto, e quer agora desenvolver a sua tese de doutoramento na University of Massachusetts (Boston).
Pedro Cecílio é mestre e atual doutorando em Ciências Farmacêuticas na Faculdade de Farmácia, e terá como destino o National Institute of Health, em Rockville (Maryland). A caminho dos EUA, mais propriamente da University of Michigan, está também Mariana Pereira, licenciada em Bioengenharia.
Da Faculdade de Medicina para a University of Alabama at Birmingham, onde ficará durante seis meses, será por sua vez o percurso feito por Pedro Pinheiro, estudante do Mestrado em Medicina e Oncologia Molecular da FMUP e afiliado ao Instituto Patologia e Imunologia Molecular Universidade do Porto. Já Rosana Alves, licenciada em Bioquímica, vai desenvolver o seu trabalho, ligado à área da Genérica, na University of California, Berkeley.
Finalmente, Sofia Leite, licenciada e mestre em Psicologia Clínica pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação e estudante do Programa Doutoral em Engenharia Biomédica, irá realizar o seu projeto de investigação na Harvard University.

[Foto: Universidade do Porto]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PGRpdiBjbGFzcz0iZXB5dC12aWRlby13cmFwcGVyIj48aWZyYW1lICBzdHlsZT0iZGlzcGxheTogYmxvY2s7IG1hcmdpbjogMHB4IGF1dG87IiAgaWQ9Il95dGlkXzk0Njk4IiAgd2lkdGg9IjQ5MCIgaGVpZ2h0PSIyNzYiICBkYXRhLW9yaWd3aWR0aD0iNDkwIiBkYXRhLW9yaWdoZWlnaHQ9IjI3NiIgIGRhdGEtcmVsc3RvcD0iMSIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC9SZ0RXTGpXUjktaz9lbmFibGVqc2FwaT0xJmF1dG9wbGF5PTAmY2NfbG9hZF9wb2xpY3k9MSZyZWw9MCZpdl9sb2FkX3BvbGljeT0xJmxvb3A9MCZtb2Rlc3RicmFuZGluZz0xJmZzPTEmcGxheXNpbmxpbmU9MCZhdXRvaGlkZT0yJnRoZW1lPWRhcmsmY29sb3I9cmVkJmNvbnRyb2xzPTEmIiBjbGFzcz0iX195b3V0dWJlX3ByZWZzX18gIG5vLWxhenlsb2FkIiBkYXRhLXZvbD0iMTAiICBkYXRhLWVwYXV0b3BsYXk9IjEiICB0aXRsZT0iWW91VHViZSBwbGF5ZXIiICBhbGxvdz0iYXV0b3BsYXk7IGVuY3J5cHRlZC1tZWRpYSIgYWxsb3dmdWxsc2NyZWVuIGRhdGEtbm8tbGF6eT0iMSIgZGF0YS1za2lwZ2Zvcm1fYWpheF9mcmFtZWJqbGw9IiI+PC9pZnJhbWU+PC9kaXY+