Connect with us

Em destaque

Universidade de Aveiro sobe 13 posições no ranking mundial sobre sustentabilidade

Publicado há

em

Imagem cedida por: UA

Subindo 13 posições no ranking GreenMetric World University, sobre práticas de sustentabilidade, a Universidade de Aveiro (UA) está agora na posição 177 em 956 instituições de ensino superior e ocupa agora a vice-liderança nacional.

A UA lidera as instituições nacionais segundo o critério “Ensino & Investigação” deste ranking.

Na edição de 2021 do UI GreenMetric World University Ranking, criado pela Universitas Indonesia, a UA regista a maior pontuação de sempre, com 7350 pontos, com aumento expressivo em relação aos 6875 pontos obtidos no ano passado.

A UA está no top 200, ocupando agora a 177ª posição em 956 instituições de ensino superior avaliadas de 80 países, mais 44 instituições avaliadas do que na edição de 2020 deste ranking.

A nível nacional, a UA ocupa agora a segunda posição em sete instituições avaliadas, tendo entrado na edição deste ano mais três instituições: Universidade Lusófona, Instituto Politécnico do Cávado e do Ave e Universidade Nova de Lisboa.

No entanto, considerando apenas o critério “Educação & Investigação” (“Education & Research”), a UA lidera no conjunto das sete instituições nacionais e surge na posição 75, ou seja, no top 100, a nível mundial.

O objetivo desta iniciativa, explica-se na secção “Aim of the ranking” na plataforma online de divulgação do ranking, é “disponibilizar os resultados de um inquérito online sobre as atuais condições e as políticas de sustentabilidade e campus verde (‘Green Campus’) nas instituições de ensino superior de todo o mundo”. Espera-se que, refere-se ainda, “chamando a atenção dos líderes de instituições de ensino superior e dos stakeholders, seja possível incentivar o combate às alterações climáticas, a conservação de água e energia, a reciclagem de resíduos e para os sistemas de transporte sustentáveis. Estes desígnios requerem mudanças de comportamento e exigem maior atenção à vertente ambiental da sustentabilidade, assim como aos aspetos económicos e sociais. Acreditamos que devemos dar visibilidade às instituições que estão na liderança destes processos e fazemos por isso”.

A avaliação é feita com base em 39 indicadores agrupados em seis critérios: Infraestruturas (Setting and Infrastructure); Energia e Alterações Climáticas (Energy and Climate Change); Resíduos (Waste); Água (Water); Transporte (Transportation); Educação & Investigação (Education & Research).

A liderança nacional cabe à Universidade do Minho. Neste ranking o top 3 mundial é ocupado por instituições europeias: Wageningen University & Research, University of Nottingham e University of Groningen.

O ranking pode ser consultado aqui.

Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

– Publicidade –

Artigos recentes

– Publicidade –

– Publicidade –

– Publicidade –