Connect with us

Ciência & Tecnologia

Dia Mundial da Internet: 5 dicas de cibersegurança para te protegeres online

Publicado há

em

Imagem: The square press

É inegável o papel que a internet tem vindo a desempenhar na vida de todos os portugueses, ainda mais neste contexto de pandemia que veio impulsionar a utilização da internet em todo o mundo. Neste sentido, no âmbito do Dia Mundial da Internet, que se celebra já no próximo dia 17 de maio, a Ironhack, escola líder de formação em tecnologia, apresenta cinco dicas cruciais para estar presente online, com a maior segurança possível:

1. Configurar passwords secretas e seguras

Hoje em dia, para quase todas as plataformas é necessária a criação de contas que por sua vez têm uma password associada. Para não correr riscos de roubo de contas e, ou, identidade é essencial não partilhar com ninguém as passwords e evita rescrevê-las em locais de fácil acesso ou visibilidade. Uma boa estratégia é escolher uma password com pelo menos 10 caracteres com maiúsculas, minúsculas, números e caracteres especiais. Para reforçar a segurança devem ser alteradas de dois em dois meses.

2. Ter um bom antivírus e mantê-lo sempre atualizado

Rapidez na deteção de vírus e outros malwares, proteção de dados, prevenção de fraudes são algumas das vantagens de ter um bom antivírus instalado em qualquer dispositivo. O número de ciberataques aumentou em todo o mundo(segundo dados publicados no Threat Landscape pela equipa da WatchGuard Threat Labsó em janeiro de 2021 existiram 31 ataques de malware por hora em Portugal)e com o avanço tecnológico são criados vírus mais evoluídos, tornando fundamental manter o antivírus sempre atualizado.

3.Utilizar sempre que possível a autenticação de dois fatores

Também denominada como 2FA, a autenticação de dois fatores é um extra de segurança utilizado para ter a certeza de que a pessoa que está a tentar aceder a um determinado conteúdo é realmente a pessoa que tem autorização para o fazer. Com esta fonte adicional de segurança, para além dos dados de acesso, é preciso uma informação complementar, normalmente um token enviado para o número de telemóvel associado à conta.

4. Rever as políticas de privacidade das redes sociais

Dado que estas estão em constante mudança, configurar as definições de privacidade das redes sociais é importante para que as informações pessoais estejam seguras e não possam ser cedidas a terceiros, essencialmente a pessoas a quem não foram cedidos esses acessos.Ao aceder à página responsável pela privacidade do utilizador é possível definir quem pode ver as publicações, mandar mensagem, encontrar o perfil, impedira identificação em publicações fora do grupo de amigos e ainda ocultar as informações de perfil. Personalizaras definições de privacidade é a melhor forma para combater falhas de segurança e evitar que a informação pessoal seja espalhada por toda a internet.

5. Ter especial atenção aos sites de compras online

O isolamento social devido à Covid-19 tornou ainda mais evidente o ato de comprar online, mas apesar deste modelo ser mais cómodo e rápido, existem alguns cuidados a ter durante o processo de compra. É essencial verificar se o dispositivo se encontra atualizado e sem vírus para que não se corra o risco de roubo de dados pessoais. Certificar que o site onde está a ser realizada a compra é seguro, verificando se no endereço surge a indicação https:// seguido de um cadeado. Evite aceder aos sites através de links ou hiperligações. Em relação ao método de pagamento, é importante ter a máxima atenção para que os dados bancários não fiquem comprometidos. É possível que existam vários métodos de pagamento, mas é fundamental optar pelos que exigem pelo menos dois passos de autorização. Por fim, é essencial guardar sempre os comprovativos de compra e ter especial atenção à conta bancária, sendo que caso seja alvo de fraude, o banco deve ser contactado de imediato.

Para todos os que queiram aprender mais sobre ataques cibernéticos e adquirir competências práticas para conseguir um emprego no crescente setor da cibersegurança, a Ironhack disponibiliza ainda um curso de cybersecurity, tanto em formato presencial como em formato remoto.

As candidaturas já se encontram disponíveis e podem ser feitas aqui. 

Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *