Connect with us

Entrevista

Lisboa Games Week: “Um evento renovado na sua essência, mais organizado, e com novas dinâmicas para os seus espaços”

Beatriz Cavaca

Publicado há

em

A Mais Educativa entrevistou Luís Pinto, Gestor de Feiras FIL, responsável pelo Lisboa Games Week, o maior evento nacional de videojogos, que na sexta.ª edição vai ser palco das novidades e lançamentos dos títulos e dos dispositivos gaming mais aguardados do mercado. No total, são mais de 25.000m2 de exposição, auditórios e palcos de competição e o Gestor de Feiras FIL convida os leitores da Mais Educativa a usufruírem da experiência e assegura “podem e devem vir para jogar também!”. De 21 a 24 de novembro, a FIL vai transformar-se no palco principal dos videojogos em Portugal com a Lisboa Games Week. Lê a entrevista completa em baixo:

 

Mais Educativa (ME) – A 6.ª edição da Lisboa Games Week apresenta-se com mais de 25.000m2 de pura diversão. O que se pode esperar, deste ano?

Luís Pinto (LP) – Um evento renovado na sua essência, mais organizado, e com novas dinâmicas para os seus espaços, novos conceitos, novas áreas, novos públicos, mais marcas da indústria, mais serviço educativo e conhecimento, mais ligação entre áreas temáticas e mais animação com muita inovação e tecnologia integrada.

ME – Quais são as principais novidades em relação às edições anteriores?

LP – As novidades são muitas! Desde logo a forma como o LGW é agora apresentado, havendo nesta edição um forte investimento da organização na componente visual, designadamente ao nível da construção e decoração dos espaços, todos os conteúdos têm agora uma envolvente, as grandes competições esports tem um auditório dedicado, um produtor dedicado e uma imagem e comunicação trabalhadas.
O Espaço Família, de outra forma, é agora um espaço com capacidade para receber os pais enquanto os filhos se divertem horas a fio no evento, dispõe de um lounge TV com cerca de 300m2 e reúne em mais de 1.000m2, videojogos distribuídos por experiência e conceito, devidamente enquadrados no espaço, apelando ao divertimento em família.
As ferramentas digitais de comunicação por outro lado, são também uma grande novidade, desta forma o visitante poderá desfrutar do evento e perceber a cada momento o que se está a passar em cada pavilhão, auditório, palco, ou no espaço das marcas presentes.

O Lisboa Games Week tem sabido cultivar o interesse do grande público, o segredo é cada vez mais a qualidade dos conteúdos e a forma como os “embrulhamos” e activamos no evento e, a presente edição é um espelho dessa aposta e política

ME – Quem é que esperam receber nos quatro dias do evento? Quem é o público da LGW19?

LP – O público do Lisboa Games Week é muito diversificado, e tratando-se de um evento posicionado para trazer ao mercado as grandes novidades do universo dos videojogos onde há públicos de todas as idades, existe sempre a grande expectativa, que se confirma a cada edição, de mobilizar um largo especto de visitantes a começar logo nos mais pequenos que vêm com a família e prosseguindo com os alunos do 1º ciclo ao secundário através das visitas de estudo, com os jovens entusiastas de videojogos e apaixonados por cultura pop, com os jovens adultos com interesse nos jogos de competição, retrogames e simuladores, com as famílias, etc, etc.
Atento à democratização dos videojogos e das plataformas gaming para toda a família, o Lisboa Games Week tem sabido cultivar o interesse do grande público, o segredo é cada vez mais a qualidade dos conteúdos e a forma como os “embrulhamos” e activamos no evento e, a presente edição é um espelho dessa aposta e política.

ME – Este ano, uma das novidades que acompanha o evento é o lançamento da aplicação LGW. Em que é que consiste esta app?

LP – É a porta de entrada para um clube de seguidores do LGW, um portal activo e de engagement com o visitante e fan do evento durante todo o ano, que aproxima as comunidades de gaming e da cultura pop às marcas e conteúdos presentes no evento a cada edição.
Garante a interface do visitante com a programação do LGW, sector por sector, conteúdo por conteúdo, oferece aos expositores e patrocinadores ferramentas de avaliação de fluxos e experiência nos seu espaços, lança desafios ao visitante no espaço do evento, segmenta o visitante por áreas de interesse criando um chat para cada grupo, permite o push e pull marketing por parte das marcas e está preparada para responder a desafios de gamificação com resposta em realidade virtual e aumentada.

As novidades são para se constatarem no evento, caso contrário deixariam de ser novidade.

ME – O evento vai contar com lançamentos no que respeita a videojogos, pode revelar-nos alguns?

LP – Essa parte cabe às marcas responder, são as marcas que definem os timings de comunicação dos seus produtos e serviços, um evento de videojogos como o Lisboa Games Week que é líder em Portugal e que se posiciona justamente para dar o maior e o melhor palco à industria, para o lançamento das novidades, não pode substituir-se às marcas no anúncio de novos títulos, plataformas ou dispositivos e acessórios, esta é uma indústria muito forte com regras bem definidas e que gere ao pormenor cada detalhe. Além disso as novidades são para se constatarem no evento, caso contrário deixariam de ser novidade.

ME – Ao longo da 6.ª edição da Lisboa Games Week vão acontecer diversas competições. Pode falar-nos um pouco mais sobre elas?

LP – Sim, destacamos o programa do LGW ESPORTS MAIN STAGE produzido pela Inygon e que contará com as finais nacionais das ligas portuguesas LOL e CS, o qualificador ibérico CS e a nova prova internacional OMEN Atlantic Challenge; a Mucha Pro League Final e a Shikai Cup – Fortnite Tournament Final no espaço AOC/Philips; a final Free Fire Master para mobile e com produção da Qwatti dentro do seu espaço no evento; a OMEN Arcade com os títulos LOL 5v5, Overwatch 3v3 e Rocket League 3v3; a LGW G’s Cup- Do Virtual para o Real; a Robot Extreme Competition, RoboParty e outras.

O LGW terá também a representação das principais equipas de esports nacionais, através de uma área dedicada com os respectivos stands, a partir dos quais irão garantir o meet & greet com os fans e outras iniciativas.

ME – Que atividades vão acontecer no âmbito de Esports?

LP – As grandes competições já referidas, e a novidade que constitui mais uma aposta e investimento por parte da Organização na criação de espaços e conceitos para competição, orientados para jogadores amadores e casuais. O LGW lançou também este desafio às marcas presentes, disponibilizando espaço, para que o evento possa ter mais postos de jogo e mais entretenimento em ambiente profissional. O LGW terá também a representação das principais equipas de esports nacionais, através de uma área dedicada com os respectivos stands, a partir dos quais irão garantir o meet & greet com os fans e outras iniciativas. Este é também o ano da FTW no Lisboa Games Week, o colectivo de esports terá a maior presença de sempre com um espaço próprio em eventos, são mais de 150m2 e um programa recheado de actividades com os seus streamers e jogadores, e ainda espaço para conteúdos de prevenção e sensibilização para comportamentos de risco associados a más práticas nos videojogos, foi aliás para este tema, celebrado um acordo entre o LGW e a FTW para as próximas edições.

ME – Quem são os influencers/games que vão marcar presença na LGW19? E porque motivo foram escolhidos?

LP – Assegurar a presença de influencers no LGW não corresponde a uma prioridade, embora tenhamos naturalmente espaço para a sua participação. Temos todo o respeito por todos, pelo trabalho de cada um, reconhecendo até o valor que muitos daqueles que cresceram connosco aportaram ao crescimento e notoriedade do evento mas, definitivamente, achamos também que um evento de videojogos e, em espacial o LGW, sendo o maior a nível nacional e com a responsabilidade que tem perante a indústria, deve estar focado em primeira instancia nos videojogos, plataformas e conteúdos relacionados, esse é o objectivo e o foco, contudo e, paralelamente, há todo um espaço de actuação dos influencers contribuindo para acentuar esta dinâmica do LGW, essencialmente em colaboração com as marcas e patrocinadores do evento e pela via dos seus planos de comunicação.

A Academia LGW é também para o visitante, o qual se pode colocar no papel de um influencer e poder perceber “como se faz”, experienciar a actividade do streamer, youtuber ou do jogador de esports.

ME – A Lisboa Games Week 2019 compromete-se a lançar novos influencers com a Academia LGW. Que espaço é este? E a quem se destina?

LP – Não. Não se compromete a lançar novos influencers, o LGW criou um espaço onde os influencers que estão no evento associados a marcas e projectos podem fazer o mentoring junto de outros com menos projecção, numa envolvente de videojogos, e estes por sua vez poderão ter o seu o showcase para sua comunidade num ambiente descontraído e num espaço equipado com novas tecnologias de broadcast, marcas e equipamentos, e profissionais que realizarão workshops sobre vídeo, fotografia, iluminação, edição, etc. A Academia LGW é também para o visitante, o qual se pode colocar no papel de um influencer e poder perceber “como se faz”, experienciar a actividade do streamer, youtuber ou do jogador de esports.

ME – Esta edição da LGW volta a ter um espaço dedicado a Retro Games. Que jogos vão ser recordados nesta área?

LP – O LGW sempre teve um espaço dedicado a retrogames, o que acontece nesta sexta edição do evento é que volta a contar com a presença da Nostalgica – Museu dos Videojogos, que é sem sombra de dúvida o maior produtor e promotor do conceito a nível nacional, recuperando assim o trabalho que vinha desenvolvendo nas primeiras edições, 2014 e 2015, ao qual infelizmente não pôde dar continuidade naquela altura por diversas razões. Nesta edição haverão a registar muitas novidades e surpresas num espaço dedicado, desde logo a apresentação de três Legacies – PlayStation, Nintendo e Xbox – , novas experiências de interacção com o visitante, algumas delas direccionadas a escolas e famílias, e, a propósito, também a participação da Nostalgica noutros espaços temáticos do LGW como o VR Experience, o Espaço Família, etc.

O Serviço Educativo do evento foi ampliado em quantidade e qualidade, passa a contar com mais um auditório (dois agora no total) para formação e, com a ocupação de oito salas dedicadas também a formação no piso 1 do primeiro pavilhão do LGW.

ME – O que é que o serviço educativo da LGW19 tem para oferecer à comunidade escolar, nesta edição?

LP – Bastante. O Serviço Educativo do evento foi ampliado em quantidade e qualidade, passa a contar com mais um auditório (dois agora no total) para formação e, com a ocupação de oito salas dedicadas também a formação no piso 1 do primeiro pavilhão do LGW. É lançado o desafio à participação do primeiro ciclo EB com conteúdos dedicados, e pela primeira vez a formação também para professores, logo com um seminário internacional dedicado às boas práticas da gamificação no ensino, o qual decorres com o apoio e certificação ACD da Direção-Geral da Educação.
O LGW inaugura ainda, no pavilhão 1, a Ala Educativa que integra a participação da oferta formativa do ensino superior, vinte escolas representadas em stand, o novo projecto LoadingZone desenvolvido em parceria com a Associação dos Produtores de Videojogos e A Ludoteca, o qual tem como missão a promoção do game day nacional e a sua internacionalização, e os já habituais projectos educativos como a RoboParty, The Inventors, entre muitos outros.

ME – Na 6.ª edição da Lisboa Games Week está previsto um Espaço Família. Em que é que consiste e quem pode usufruir dele?

LP – Para além do já referido quanto à envolvente deste Espaço, no que corresponde ao conceito pensado para poder receber pais e famílias, há a destacar as temáticas que foram desenvolvidas para jogar como o Healthy Gaming, o Wall-E’s Robots, o VR vai à Escola, os spots Lego/Warner, os dispositivos de realidade virtual PlayStation, os jogos Kids da Nintendo, a área Board Games em espaço adjacente, etc. Este renovado Espaço família dispõe ainda de um pequeno auditório com uma programação de âmbito educativo e de sensibilização para a utilização dos recursos multimédia e dos videojogos pelos jovens, um bar, e o Lounge TV atrás descrito.

Os visitantes do Lisboa Games Week saem sempre satisfeitos com a experiência que o evento lhes proporciona

ME – Qual foi o feedback dos visitantes sobre as edições anteriores? Que reações esperam, este ano?

LP – Os visitantes do Lisboa Games Week saem sempre satisfeitos com a experiência que o evento lhes proporciona, contudo há que fazer um trabalho constante por parte da Organização no sentido de zelar pelos conteúdos e respectiva apresentação, de reinventar a cada edição o próprio evento, mantendo o conceito, mas, introduzindo simultaneamente novas áreas, experiências e inovação.

ME – Posso pedir-lhe um convite para os leitores da Mais Superior? Porque é que devem visitar a Lisboa Games Week?

LP – Para os leitores da Mais Superior, e dentro destes, aqueles que se interessam pelo videojogo enquanto obra colectiva e quiçá, pela criação e desenvolvimento do mesmo, que venham ao Lisboa Games Week conhecer o Espaço LoadingZone, e o que têm para mostrar os principais estúdios nacionais, os projectos alternativos, os projectos desenvolvidos pelas universidades, politécnicos e cursos com oferta formativa nas disciplinas que convergem para a produção do videojogo, a programação Game Dev pela APVJ e A Ludoteca no auditório LoadingZone, etc. De resto, podem e devem vir para jogar também!

Adquire já o teu bilhete para a Lisboa Games Week aqui!

[Imagem: FIL]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *