Connect with us

Desporto

Estudo da Universidade de Coimbra determina barreiras à prática de desporto das crianças

Flávia Ramalho

Publicado há

em

O estudo desenvolvido por uma equipa do Centro de Investigação em Antropologia e Saúde (CIAS) da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) determinou as barreiras para a prática de desporto em crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos de idade.

A falta de tempo e dinheiro, a segurança são algumas barreiras apontadas pelo estudo publicado no Journal of Physical Activity and Health.

O principal objetivo do estudo “Parental perception of barriers to children’s participation in sports: biological, social, and geographic correlates of Portuguese children” era identificar as barreiras percebidas pelos pais que podem contribuir para estratégias de promoção da atividade física em crianças, e perceber até que ponto o estatuto socioeconómico, o local de residência e o sexo, a idade e a participação desportiva das crianças afetam essas barreiras percebidas.

No total foram questionados 834 pais, residentes nos concelhos de Coimbra e Lousã.

Cerca de metade referiu a falta de tempo e a falta de dinheiro como as principais barreiras para a prática desportiva das crianças. Saúde, transporte, segurança, instalações, clima, cansaço e falta de interesse das crianças foram outras barreiras relatadas”, pode ler-se num comunicado enviado à redação.

Os autores do estudo sugerem que as conclusões obtidas sejam consideradas de modo a que se promova a atividade física em crianças.

 

[Imagem: Universidade de Coimbra]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *