Connect with us

Notícias

Tomás Ambrósio vence Prémio Primus Inter Pares

Flávia Ramalho

Publicado há

em

Tomás Ambrósio, licenciado em Economia e com um mestrado em Finanças pela Nova SBE, ganhou a 16ª edição do Prémio Primus Inter Pares.

O anuncio foi feito no dia 2 de julho, na gala Primus Inter Pares, que teve lugar no Hotel Ritz, em Lisboa.

Daniel Proença, licenciado em Economia pela Universidade de Porto e a terminar o mestrado em gestão comercial, conseguiu o segundo lugar, e Nuno Alves, mestrando em engenharia aeroespacial no Instituto Superior Técnico, a terminar o mestrado integrado em engenharia aeroespacial no Instituto Superior Técnico, foi o terceiro classificado na edição 2019 do Primus Inter Pares.

Em quarto lugar, ficaram Catarina Marques, mestranda em Engenharia e Gestão Industrial na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, e Daniel da Costa, formado em engenharia física pelo Instituto Superior Técnico e a terminar a tese de mestrado sobre fusão nuclear.

Os três primeiros classificados destacaram-se entre 100 candidatos, após várias provas de seleção, sendo assim considerados os jovens mais promissores do país nas áreas de Gestão de Empresas, Economia ou Engenharia”, pode ler-se num comunicado enviado à redação da Mais Superior.

Os três primeiro classificados têm a oportunidade de frequentar um MBA numa Business School nacional ou internacional, beneficiando do pagamento dos custos de matrículas e de propinas, em instituições de ensino superior como IESE, em Barcelona; o IE Business School, em Madrid; o Lisbon MBA (Universidade Católica e Universidade NOVA); o ISCTE; o ISEG; e a Porto Business School.

Os 4º classificados recebem um curso de pós-graduação.

O Júri do Prémio é composto por Francisco Pinto Balsemão (Presidente), António Vieira Monteiro (Vice-Presidente), Estela Barbot, Raquel Seabra e Miguel Poiares Maduro.

O Primus Inter Pares é um prémio de excelência, criado pelo Santander em Portugal e pelo jornal Expresso para distinguir os melhores estudantes das três áreas a concurso, concedendo-lhes acesso a uma formação académica complementar de grande prestígio. O objetivo do programa é valorizar o talento em Portugal e contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de profissionalismo e de excelência na gestão de empresas.

 

[Imagem: Santander]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *