Connect with us

Notícias

Novas regras para pilotos de drones: descobre aqui se vais precisar de uma carta de condução

Avatar

Publicado há

em

Há novas regras para os “condutores” de drones. Fica atento, se não queres ser apanhado de surpresa!

O Governo aprovou, em Conselho de Ministros, uma proposta de lei que cria várias regras que quem pilota drones deve respeitar.

Entre as medidas que passam a regulamentar o uso dos drones está a obrigatoriedade de existir uma autorização, concedida ao regulador, para operar estes aparelhos em espaços públicos. Prevê-se a criação de uma formação para quem queira pilotar drones mais pesados (equipamentos com mais de 25 quilos). Passa ainda a existir um “sistema fiscalização de influência de álcool”, semelhante ao previsto no Código da Estrada – segundo apurou o jornal ECO junto do Ministério da Administração Interna.

Embora o regulamento para este tipo de aparelhos já exista desde 2016 — foi criado, na altura, pela Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) – o ministério tutelado por Eduardo Cabrita entendeu que devia reforçar o quadro regulatório com novas regras que visam “minimizar os riscos e conferir mais segurança”. Estas preocupações surgem após terem sido registadas dezenas de situações em que drones interferiram com a aviação civil ou puseram em risco a segurança pública – não só em Portugal.

Caso se tratem de equipamentos que façam captura de fotografia ou vídeo, é sempre necessária uma autorização especial da Autoridade Aeronáutica Nacional. Os voos em “locais autorizados para a prática de aeromodelismo” não precisam de autorização, bem como os que usem drones considerados “brinquedos” — aqueles não têm motor a combustão e que têm um peso máximo de 250 gramas. Nestes casos, os “pilotos” com menos de 16 anos terão de ser sempre supervisionados por um adulto.

Se estas regras forem desrespeitadas, o utilizador está sujeito ao pagamento de contraordenações. Os valores situam-se entre os 300 e os 600 euros para contraordenações leves e podem chegar aos 3500 euros para desobediências muito graves, quando praticadas por pessoas singulares.

[Foto: Unsplash]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *