Connect with us

A Tua Revista

Democratizar as soft skills

Avatar

Publicado há

em

Já ouviste falar muitas vezes em soft skills, mas nunca tiveste oportunidade de as aprender? Agora há uma plataforma de formação online com seis cursos em competências fundamentais, todos eles gratuitos, e que te preparam para a entrada no mercado de trabalho. Descobre porque é inovador e fundamental o Skills Jovem.

A plataforma Skills Jovem é um programa de formação online em soft skills que prepara os jovens para a transição para o mercado de trabalho. É uma iniciativa da APRICEM – Associação para a Promoção de Inteligência em Competências Emocionais, com o alto patrocínio do Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, apoiada pelo IEFP e pelo GRACE e com o patrocínio do McDonald’s e da BP.

O Skills Jovem é vocacionado para os estudantes do Ensino Superior, de escolas profissionais ou abrangidos pela Garantia Jovem, e baseia-se num MOOC (massive online open course). Funciona de forma simples: Vais a skillsjovem.pt, fazes o teu registo e inscreves-te gratuitamente nos cursos disponíveis. São seis: Gerir-se a si próprio; Comunicar; Persuadir e Negociar; Liderar; Trabalhar em Equipa e Imagem Profissional. Farás também um teste de entrada (ao início) e um teste de saída (no final) para aferires a evolução nos teus conhecimentos.

A importância das soft skills
As soft skills são, de acordo com Ana Rita Alemão, co-fundadora e managing partner da LYD Leading for Greatness, o calcanhar de Aquiles dos jovens portugueses. E isso é um problema quando, hoje em dia, as empresas recrutam “muito pelas soft skills do candidato, e na grande maioria das vezes o sucesso da sua integração depende delas”, defende. Para além disso, “em qualquer ranking das skills mais importantes a ter, as soft skills surgem sempre nos primeiros lugares, bem à frente das competências técnicas”, sustenta ainda.

Por isso, já não chega teres um bom currículo no que às hard skills diz respeito – as soft skills são cada vez mais valorizadas. O conhecimento técnico é algo que as empresas ensinam, mas a tua maneira de ser e de estar, que molda o teu relacionamento contigo próprio e com os outros, é algo que tens de ter bem cimentado. Ele é fundamental não só para progredires na carreira, é essencial logo na fase inicial, para teres acesso ao mercado de trabalho e para te manteres lá.
Sem as soft skills necessárias, podes inclusivamente dar por ti desenquadrado no seio de uma empresa.

Porquê fazer esta formação?
Os cursos do Skills Jovem trazem, de acordo com Ana Rita Alemão, algo que não existe muito em Portugal. “Apenas 13% das instituições de Ensino Superior têm no seu currículo académico uma formação em soft skills, e dessas, 70% estão situadas em Lisboa e no Porto e são das áreas das Ciências Sociais e Humanas, nomeadamente Gestão, Economia e Direito. Quer isto dizer que em áreas como a Medicina ou as Engenharias, por exemplo, essa formação não existe”.

Por estas razões, o grande objetivo do Skills Jovem é colocar à disposição de todos os estudantes do Ensino Superior uma formação completamente gratuita, e que a preço de mercado custaria entre 3 mil e 3.600 euros – é a mesma que é ministrada pela APRICEM aos colaboradores de empresas multinacionais.

Porque é realmente inovadora
Para que o projeto Skills Jovem fosse uma realidade, a APRICEM fez um teste-piloto com a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e com o Instituto Politécnico do Porto para validar o impacto destes cursos nos estudantes, e ficou demonstrado que os 600 alunos participantes tinham melhorado tanto no seu conhecimento como na sua atitude.

Para além de ter resultados práticos, o Skills Jovem é inovador porque não existem muitas opções para aprenderes verdadeiramente soft skills. Encontras online outras plataformas como o Coursera (a única em português) ou o edX (que é do MIT) com formações em hard e em soft skills, mas grande parte desses conteúdos já estão no Skills Jovem. Atualmente, esta é de facto a melhor forma de adquirires estas ferramentas.

De resto, para um estudante universitário a melhor forma de ganhar soft skills é, na opinião da Ana Rita Alemão, “fazê-lo por si próprio, através do desporto ou do voluntariado, por exemplo. Porque estas são competências de comunicação e de relacionamento que não se esgotam no mercado de trabalho, são transversais a todas as áreas da vida”.

Aprende mais
Ao completares o programa Skills Jovem – que é gratuito – tens a opção de comprar um diploma que certifica a tua formação, através de um donativo de 6 euros por soft skill, ou de 20 euros para todos. Para além do certificado, terás ainda acesso a uma área da plataforma onde vais encontrar um conjunto de ferramentas adicionais.

[Texto: Tiago Belim]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PGRpdiBjbGFzcz0iZXB5dC12aWRlby13cmFwcGVyIj48aWZyYW1lICBzdHlsZT0iZGlzcGxheTogYmxvY2s7IG1hcmdpbjogMHB4IGF1dG87IiAgaWQ9Il95dGlkXzE4ODIzIiAgd2lkdGg9IjQ5MCIgaGVpZ2h0PSIyNzYiICBkYXRhLW9yaWd3aWR0aD0iNDkwIiBkYXRhLW9yaWdoZWlnaHQ9IjI3NiIgIGRhdGEtcmVsc3RvcD0iMSIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC9SZ0RXTGpXUjktaz9lbmFibGVqc2FwaT0xJmF1dG9wbGF5PTAmY2NfbG9hZF9wb2xpY3k9MSZyZWw9MCZpdl9sb2FkX3BvbGljeT0xJmxvb3A9MCZtb2Rlc3RicmFuZGluZz0xJmZzPTEmcGxheXNpbmxpbmU9MCZhdXRvaGlkZT0yJnRoZW1lPWRhcmsmY29sb3I9cmVkJmNvbnRyb2xzPTEmIiBjbGFzcz0iX195b3V0dWJlX3ByZWZzX18gIG5vLWxhenlsb2FkIiBkYXRhLXZvbD0iMTAiICBkYXRhLWVwYXV0b3BsYXk9IjEiICB0aXRsZT0iWW91VHViZSBwbGF5ZXIiICBhbGxvdz0iYXV0b3BsYXk7IGVuY3J5cHRlZC1tZWRpYSIgYWxsb3dmdWxsc2NyZWVuIGRhdGEtbm8tbGF6eT0iMSIgZGF0YS1za2lwZ2Zvcm1fYWpheF9mcmFtZWJqbGw9IiI+PC9pZnJhbWU+PC9kaXY+