Connect with us

Novidades

Queres fazer voluntariado na Europa?

Avatar

Publicado há

em

Se gostavas de ajudar os outros em situações de crise, podes inscrever-te a partir de hoje no Corpo Europeu de Solidariedade.

O portal desta iniciativa é apresentado hoje, na sede da Fundação AMI, em Lisboa, para que todos os jovens e associações de solidariedade o possam conhecer. Da responsabilidade da Comissão Europeia, este Corpo é uma atividade de solidariedade em toda a Europa, pensado e criado para os jovens “com consciência social, que estão dispostos a ajudar a sociedade de uma forma útil e a promover a solidariedade”, defendeu o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, em setembro de 2016.

O Corpo Europeu de Solidariedade destina-se aos jovens entre os 17 e os 30 anos que queiram “ajudar as organizações não governamentais (ONG), autoridades locais ou empresas privadas ativas na resposta às situações de crise em toda a União Europeia”. Ao inscreveres-te, poderás participar em ações e projetos abrangentes, nas áreas da educação, dos cuidados de saúde, da integração social e da integração no mercado de trabalho, da assistência na distribuição de alimentos, da construção de abrigos, do acolhimento e integração de migrantes e refugiados, e da proteção do ambiente e prevenção de catástrofes naturais.

Estas serão ações de voluntariado, que vão oferecer aos jovens a oportunidade de fazer serviço voluntário a tempo inteiro por períodos de 2 a 12 meses, e a vertente profissional, que irá proporcionar oportunidades de emprego, formação ou estágio, por um período mínimo de 4 meses.

A partir de hoje, o registo está aberto a quem estiver interessado, e podes depois especificar os países onde gostarias de participar, se preferes fazer voluntariado ou ter uma experiência laboral, que atividades gostarias de fazer e que competências tens. Toda essa informação fica depois disponível nas 24 línguas oficiais da União Europeia.

Aos participantes, o Corpo Europeu de Solidariedade disponibiliza alojamento, alimentação, despesas de viagem, seguro e uma mesada. As despesas de deslocação e as ajudas de custo serão pagas aos formandos e estagiários, sendo que os estagiários terão sempre um contrato de trabalho e um salário.

Todos os participantes terão direito a um certificado especificando as atividades em que participaram neste contexto.

[Foto: Comissão Europeia]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PGRpdiBjbGFzcz0iZXB5dC12aWRlby13cmFwcGVyIj48aWZyYW1lICBzdHlsZT0iZGlzcGxheTogYmxvY2s7IG1hcmdpbjogMHB4IGF1dG87IiAgaWQ9Il95dGlkXzc1NjEzIiAgd2lkdGg9IjQ5MCIgaGVpZ2h0PSIyNzYiICBkYXRhLW9yaWd3aWR0aD0iNDkwIiBkYXRhLW9yaWdoZWlnaHQ9IjI3NiIgIGRhdGEtcmVsc3RvcD0iMSIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC9SZ0RXTGpXUjktaz9lbmFibGVqc2FwaT0xJmF1dG9wbGF5PTAmY2NfbG9hZF9wb2xpY3k9MSZyZWw9MCZpdl9sb2FkX3BvbGljeT0xJmxvb3A9MCZtb2Rlc3RicmFuZGluZz0xJmZzPTEmcGxheXNpbmxpbmU9MCZhdXRvaGlkZT0yJnRoZW1lPWRhcmsmY29sb3I9cmVkJmNvbnRyb2xzPTEmIiBjbGFzcz0iX195b3V0dWJlX3ByZWZzX18gIG5vLWxhenlsb2FkIiBkYXRhLXZvbD0iMTAiICBkYXRhLWVwYXV0b3BsYXk9IjEiICB0aXRsZT0iWW91VHViZSBwbGF5ZXIiICBhbGxvdz0iYXV0b3BsYXk7IGVuY3J5cHRlZC1tZWRpYSIgYWxsb3dmdWxsc2NyZWVuIGRhdGEtbm8tbGF6eT0iMSIgZGF0YS1za2lwZ2Zvcm1fYWpheF9mcmFtZWJqbGw9IiI+PC9pZnJhbWU+PC9kaXY+