Connect with us

Novidades

Descobre como ser o “Dono Disto Tudo”

Avatar

Publicado há

em

Vem conhecer melhor o original jogo de cartas que te estamos a oferecer no site e na edição de janeiro/fevereiro da Mais Superior, “Vem aí o Banco Mau”.

A crise financeira que abalou a Europa e o Mundo acabou, no caso de Portugal, com a entrada da troika no país. Isso motivou reações e críticas de muita gente, manifestadas das mais variadas formas, inclusivamente em… jogos de cartas.

Foi assim que nasceu “Vem aí a Troika”, o jogo da Tabletip Games que serve de antecâmara do novo lançamento da empresa portuguesa, “Vem aí o Banco Mau”, o jogo onde as semelhanças com o caso BES e os seus protagonistas são pura coincidência, e que podes ganhar no passatempo que temos para ti na edição de janeiro/fevereiro da Mais Superior, e neste mesmo site.

Fizemos algumas perguntas a Carlos Mesquita, um dos responsáveis pelo jogo, para perceberes melhor em que consiste e como se joga esta criativa proposta vinda da mente – e da sátira – portuguesas:

Como é que surgiu a ideia de fazer uma sátira aos agentes económicos através de um jogo de cartas?
A ideia surgiu a partir do jogo desenvolvido em 2011/2012, “Vem aí a Troika!”, que já inclui agentes económicos e sociais. Os acontecimentos da primeira metade de 2014 proporcionaram um tema atual e que se encaixava na dinâmica e mecânica de jogo que tinha sido desenvolvida anteriormente.

“Vem aí o Banco Mau” é realmente como uma expansão do primeiro jogo “Vem aí a Troika”? Como é que funciona?
É uma expansão do primeiro jogo e usa as mesmas mecânicas de base. Permite acrescentar um jogador (com mais cartas, grupos, personagens, etc.) ao jogo base e, para além disso e como opção, acrescenta uma mecânica adicional, que diz respeito ao Banco Mau.
Neste caso, aparece em jogo o personagem “Dono Disto Tudo”, que tem os seus próprios grupos e agenda. Ele beneficia alguns jogadores (subsidiando-os com dinheiro e ajudando-os a ganhar eleições) para evitar ser atacado, mas os outros jogadores acabam por atacá-lo porque os seus grupos dão pontos de vitória.

Quais são as grandes novidades deste jogo face ao anterior?
Como foi referido, acrescenta cartas que permitem adicionar um jogador aos quatro previstos anteriormente, e adiciona uma mecânica opcional, onde aparece o Banco Mau.
Aparecem personagens como o “Inseguro” e o “Lírico”, e grupos como a AZAI e as PPPs… que oferecem mais escolha nas táticas a usar.

Quem são as pessoas envolvidas neste projeto? Certamente jovens com uma opinião bem formada sobre a situação do país…
Na realidade, o grupo é heterogéneo em termos de idades, que vão dos 20 aos 50 anos… e nem sequer temos os mesmos alinhamentos políticos, embora todos concordemos que a situação em que estamos deve ser alvo de crítica e de sátira.
Para além disto, no site www.tabletipgames.com podem encontrar uma breve descrição de cada um de nós.

[Foto: Tabletip Games]

Publicidade
Clica para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PGRpdiBjbGFzcz0iZXB5dC12aWRlby13cmFwcGVyIj48aWZyYW1lICBzdHlsZT0iZGlzcGxheTogYmxvY2s7IG1hcmdpbjogMHB4IGF1dG87IiAgaWQ9Il95dGlkXzYwMDM2IiAgd2lkdGg9IjQ5MCIgaGVpZ2h0PSIyNzYiICBkYXRhLW9yaWd3aWR0aD0iNDkwIiBkYXRhLW9yaWdoZWlnaHQ9IjI3NiIgIGRhdGEtcmVsc3RvcD0iMSIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC9SZ0RXTGpXUjktaz9lbmFibGVqc2FwaT0xJmF1dG9wbGF5PTAmY2NfbG9hZF9wb2xpY3k9MSZyZWw9MCZpdl9sb2FkX3BvbGljeT0xJmxvb3A9MCZtb2Rlc3RicmFuZGluZz0xJmZzPTEmcGxheXNpbmxpbmU9MCZhdXRvaGlkZT0yJnRoZW1lPWRhcmsmY29sb3I9cmVkJmNvbnRyb2xzPTEmIiBjbGFzcz0iX195b3V0dWJlX3ByZWZzX18gIG5vLWxhenlsb2FkIiBkYXRhLXZvbD0iMTAiICBkYXRhLWVwYXV0b3BsYXk9IjEiICB0aXRsZT0iWW91VHViZSBwbGF5ZXIiICBhbGxvdz0iYXV0b3BsYXk7IGVuY3J5cHRlZC1tZWRpYSIgYWxsb3dmdWxsc2NyZWVuIGRhdGEtbm8tbGF6eT0iMSIgZGF0YS1za2lwZ2Zvcm1fYWpheF9mcmFtZWJqbGw9IiI+PC9pZnJhbWU+PC9kaXY+